Metapoema

em

Escrever é sonhar.

É colocar todos os horizontes para fora.

Conjurar visões em voz alta.

Na ousadia e humildade

de quem não pode comprar fazendas,

governar povos,

construir foguetes.

É gritar baixinho por impotência e súplica

esperando que outros tenham ouvidos,

e asas, e braços, e pernas.

É capitanear revoluções.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s