monday blues

segunda-feira não existe:

existem as noites, os dias; existem as marés,

desprovidas de valor, compostas em ritmo.

segunda-feira não é tristeza;

tristeza somos nós.

está mais pruma música,

percursão seca e exata:

com improviso, mas também sentido.

o resto, o peso, são as pedras que carregamos

na vã esperança de demarcar barragens

nas águas furiosas do tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s