bela adormecida

lemos as histórias todas do avesso:
nos encantamos com a riqueza enquanto invisibilizamos o trabalho.

amar é permitir-se dormir: não controlar pela janela nem deixar de sonhar.

amar é atravessar a mata protegida por monstros: não evitá-la nem perder-se nela.

amar é se deixar resgatar: receber de peito aberto o afeto dado e saber responder.

amar é abrir os olhos, despertar: tornar-se capaz de ver o ilustre desconhecido que bate à porta.

amar é conseguir levantar : a mão do outro não é a que nos puxa da cama, mas sim a que nos dá coragem.

amar é – ideia mais maluca – aprender a sustentar o passar do próprio tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s