deságua

será que a gente ama com fúria pra dizer
que tem fúria dentro da gente portanto que
tem gente dentro da gente? será que dizemos
da dor porque a dor toma conta da gente ou
será que doemos para ter o que dizer,
que seja mais verdadeiro do que “olá”,
“tudo bom”, “tudo bem sim”, “vai chover?”.
claro que vai chover, estamos em são paulo.
ou não. nada mais é certo. será que a água
acaba para somar à nossa desgraça, ou será
que acabamos com a água para ter desgraça
e daí ter dor, e daí ter a graça de dizer da dor.
para poder então odiar tudo o que está aí
com fúria. e amar a revolução com fúria.
e fingir que tem gente dentro da gente?

será que tem mesmo água dentro de nós?
algo debaixo dela parece estar seco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s