inédito

todos os clichês
amontoados no porão.
as portas, os amores,
os lamentos, as músicas
da malhação, os conselhos
de boteco. todos:
os clichês em fila,
à espera de bater
seu ponto, refazer seu
ato: eu sou!
(dizem, quando entram)
aquilo que ensaia
para perfeitamente
me tornar o que fui.

batemos palmas,
na fila, ante tal salto
triplo carpado reverso.
somos o próximo
em cena. mas algo passa
a quem temos
um corpo de carne:

(tambores)

tropeçamos.
de quatro.
logo de entrada.

e da humilhação
de não ser Um
só nos resta fazer
qualquer tipo de história.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s