Trophy wife

caber bem na prateleira
e me besuntar de limpa-pratas
uma vez por mês.
aceitar com um sorriso leve
a poeira, o desdém.

mais do sacrário que da despensa.
da fábula que da façanha
do delírio que do deleite.

tem seu charme, ainda que vão.

algumas paciências, meu bem,
jamais serão recompensadas.

deselegantemente
quase um veterano ostentando
seus crimes.

quase uma história verídica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s